JESUS CRISTO VOLTARÁ.

POR MAIS LONGA E ESCURA E TENEBROSA A NOITE, NÃO TE DESESPERE O SOL VOLTARÁ A BRILHAR. POR MAIS DIFÍCIL A BATALHA NÃO TE DESESPERE JESUS CRISTO QUER TE DAR A VITÓRIA, SE ATENTAMENTE OUVIRES A VOZ DO SENHOR TEU DEUS E OBEDECER, O SENHOR TEU DEUS TE EXALTARÁ SOBRE TODAS AS NAÇÕES, ESTÁ DIFÍCIL VENCER A BATALHA, NÃO TEMAS SEJA OBEDIENTE A DEUS E A VITÓRIA É SUA. MAIS, NÃO ESQUEÇA JESUS CRISTO ESTÁ VOLTANDO ESTÁ PRONTO PARA SUA VOLTA. OS SINAIS ESTÃO SE CUMPRINDO, NÃO SEJA PEGO NU, PORQUE NÃO SERÁS ARREBATADO. A QUEM ESTÁ SEGUINDO, O MUNDO OU A JESUS CRISTO.

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

DEUS ONTEM HOJE E SEMPRE

JESUS CRISTO.


        DEUS ONTEM HOJE E SEMPRE

   "Vinde, pois, e arrazoemos, diz o SENHOR, ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a lã. Se quiserdes, comereis o melhor desta terra. Mas, se recusardes, sereis devorados à espada; porque a boca do SENHOR o disse. Isaías 1,18-20"

   No princípio, criou DEUS os céus e a terra. A terra, porém, estava sem forma e vazia; havia trevas sobre a face da terra sobre a face do abismo, e o ESPÍRITO de DEUS pairava sobre as águas. Disse DEUS Haja luz; e houve luz. E viu DEUS que a luz era boa; e fez separação entre a luz e as trevas. Chamou DEUS a luz dia e as trevas, Noite. Houve tarde e manhã, no primeiro dia. E disse DEUS: Haja firmamento no meio das águas e separação entre águas e águas. Fez, pois, DEUS o firmamento e separação entre as águas debaixo do firmamento e as águas sobre o firmamento. Assim se fez. E chamou DEUS o firmamento céus. Houve tarde e manhã, o segundo dia.
   Disse também DEUS: Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num só lugar, e apareça a porção seca. E assim se fez. À porção seca chamou DEUS Terra e ao ajuntamento das águas, Mares. E viu DEUS que isso era bom. E disse: Produza a terra relva, ervas que deem sementes e árvore frutíferas que deem frutos segundo a sua espécie, cuja semente esteja nele, sobre a terra. E assim se fez. A terra, pois, produziu relva, ervas que davam semente segundo a sua espécie e árvores que davam fruto, cuja semente estava nele, conforme a sua espécie. E viu DEUS que isso era bom. Houve tarde e manhã, o terceiro dia. Disse também DEUS: Haja luzeiros no firmamento dos céus, para fazerem separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais, para estações, para dias e anos. E sejam para luzeiros no firmamento dos céus para alumiar a terra. E assim se fez. Fez DEUS os dois grandes luzeiros: O maior para governar o dia, e o menor para governar anoite; e fez também as estrelas. E os colocou no firmamento dos céus para alumiarem a terra, para governar o dia e a noite e fizeram separação entre luz e trevas. E viu DEUS que isso era bom. Houve tarde e manhã, o quarto dia.
   Disse também DEUS: Povoem-se as águas de enxames de seres viventes; e voem as aves sobre a terra, sob o firmamento dos céus. Criou, pois, DEUS os grandes animais marinhos e todos os seres viventes que rastejam, os quais povoaram as águas a a suas espécies e todas as aves, segundo as suas espécie. E viu DEUS que isso era bom. E DEUS os abençoou, dizendo: Sede fecundos multiplicai-vos e enchei as águas dos mares; e, na terra, se multipliquem as aves. Disse também DEUS: Produzam a terra seres viventes, conforme a sua espécie: Animais domésticos, repteis e animais selváticos, segundo a sua espécie. E assim se fez. E fez DEUS os animais selváticos, segundo a sua espécie, e os animais domésticos, conforme a sua espécie e todos os repteis da terra conforme a sua espécie. E viu DEUS que isso era bom.
   Também disse DEUS: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terra. Criou DEUS, pois à sua imagem, a imagem de DEUS os criou; homem e mulher os criou. E DEUS os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus todo animal que rasteja pela terra. E disse DEUS ainda: Eis que vos tenho dado todas as ervas que dão sementes e se acham na superfície de toda a terra e todas as árvores em que há fruto que dê sementes; isso vos será para mantimento. E a todos animais da terra e a todas as aves dos céus, e a todos os répteis da terra, em que há fôlego de vida, toda erva verde lhes será para mantimento. E assim se fez. Viu DEUS tudo quanto fizera, e eis que era muito bom.Houve tarde e manhã, o sexto dia. Assim, pois, foram acabados os céus e a terra e todo o seu exército. E, havendo DEUS  terminado no dia sétimo a sua obra, que fizera, descansou nesse dia de toda a sua obra que tinha feito. E abençoou DEUS o dia sétimo e o santificou; porque nele descansou de toda a obra que, Criador, fizera.
   Aclamai a DEUS toda terra. Salmodiai a glória do seu nome, dai glória ao seu louvor. Dizei a DEUS: Que tremendos são os teus feitos! Pela grandeza do teu poder, a ti se mostram submissa os teus inimigos. Prostra-se toda a terra perante ti, canta salmos a ti; salmodia o teu nome. Vinde e vede as obras de DEUS: tremendos feitos para com os filhos dos homens! Converteu o mar em terra seca; atravessaram o rio a pé; ali, nos alegramos nele. Ele, em seu poder, governa eternamente; os seus olhos vigiam as nações; não se exaltem os rebeldes. Bendizei, ó povos, o nosso DEUS; fazer ouvir a voz do seu louvor; o que preserva com a vida a nossa alma e não permite que nos resvalem os pés. 
   Pois tu ó DEUS, nos provaste; acrisolaste-nos como se acrisola a prata. Tu nos deixa cair na armadilha; oprimiste as nossas costas; fizeste que os homens cavalgassem sobre a nossa cabeça; passamos pelo fogo e pela água; Porém, afinal, nos trouxeste para um lugar espaçoso. Entrai na tua casa com holocaustos; apagar-te-ei os meus votos, que profiram os meus lábios, e que, no dia da angustia, prometeu a minha boca. Oferecer-te-ei holocaustos de vitimas cevadas, com aroma de carneiros imolarei novilhos com cabritos. Vinde, ouvi, todos vós que temei a DEUS e vos contarei o que tem Ele feito por minha alma. A Ele clamei com a boca, com a língua o exaltei. Se eu no coração contemplara a vaidade, o SENHOR não me teria ouvido. Entretanto, DEUS me tem ouvido e me tem atendido a voz da oração. Bendito seja DEUS, que não me rejeita a oração, nem aparta de mim a sua graça.
   Por isso, hoje saberás no teu coração que só o SENHOR é DEUS em cima no céu e embaixo na terra; nenhum outro há. Guarda, pois, os seus estatutos e os seus mandamentos que te ordeno hoje, para que te vá bem a ti e teus filhos depois de ti e para prolongar os dias na terra que o SENHOR, teu DEUS, te dá para todo sempre. Chamou Moisés a todo Israel e disse-lhe, ó Israel, os estatutos e juízos que hoje vos falo aos ouvidos.  O SENHOR, nosso DEUS, fez aliança conosco em Horebe. Não foi com nossos pais que fez o SENHOR esta aliança, e sim conosco, todos os que, hoje, aqui estamos vivos. Face a face falou o SENHOR conosco, no monte, no meio do fogo (nesse tempo, eu estava em pé entre o SENHOR e vós, para vos notificar a palavra do SENHOR, porque temeste o fogo não subsistes no mundo), dizendo: Eu sou o SENHOR teu DEUS, que tirei do Egito, da casa de servidão. 
   Não terás outros deuses diante de mim. Não farás para ti imagem de escultura, nem embaixo da terra, nem nas águas debaixo da terra; não as adorarás, nem lhes darás culto; porque eu, o SENHOR, teu DEUS, sou DEUS zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem, e faço misericórdia até mil gerações daqueles que me amam e guardam os meus mandamentos. Não tomarás o nome do SENHOR, teu DEUS, em vão, porque o SENHOR não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão. Guarda o dia de sábado, para o santificar, como te ordenou o SENHOR teu DEUS. Seis dias trabalharas e farás toda a tua obra. Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR teu DEUS; não farás nenhum trabalho, nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu boi, nem o teu jumento, nem animal algum teu, nem o estrangeiro das tuas portas para dentro, para que o teu servo e a tua serva descanse como tu; porque te lembrarás, que foste servo na terra do Egito e que o SENHOR teu DEUS, te tirou dali com mão poderosa e braço estendido; pelo que o SENHOR, teu deus, te ordenou que guardasse o dia de Sábado. Honra teu pai e tua mãe, como o SENHOR, teu DEUS, te ordenou, para que se prolongue os teus dias e para que te vá bem na terra que o SENHOR, teu DEUS te dá. Não Matarás. Não adulterarás. Não furtarás. Não dirás falso testemunho contra o teu próximo. Não desejarás a casa do teu próximo, nem o seu campo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo.
   Quando profeta ou sonhador se levantar no meio de ti e te anunciar um sinal ou prodígio e sucede tal sinal ou prodígio de que te houver falado e disser: Vamos após outros deuses, que não conheceste, e sirvam porquanto sirvam-los, não ouviras as palavras desse profeta ou sonhador; porquanto o SENHOR vosso DEUS, de todo o cosso coração e de toda a vossa alma. Andareis após o SENHOR, vosso DEUS, e a Ele temereis; guardareis os seus mandamentos, ouvirás a sua voz, a Ele servirás e a Ele vos achegareis. Esse profeta ou sonhador será morto, pois pregou rebeldia contra o SENHOR, vosso DEUS, que vos tirou da terra do Egito e vos resgatou da casa da servidão, para vos apartar do caminho que vos ordenou o SENHOR, vosso DEUS, para andardes nele. Assim, eliminará o mal do meio de ti. Se  teu irmão, filho de tua mãe, ou teu filho, ou tua filha, ou a mulher do teu amor, ou teu amigo que amas como à tua alma incitar em segredo dizendo: 
   Vamos e sirvamos a outras deuses, que não conheceste, nem tu, nem teus pais, dentre os deuses dos povos que estão em redor de ti, perto ou longe de ti, desde uma até a outra extremidade da terra, não concordais com ele, nem o ouvirás, nem o esconderás, mas, certamente, o matarás. A tua mão será a primeira contra ele, para o matar, e depois a mão de todo o povo. Apedrejá-lo-ás até que morra, pois tu te procurou apartar do SENHOR, teu DEUS, que te tirou da terra do Egito, da casa da servidão. E todo o Israel ouvirá é temerá, e não se tornará a praticar maldade como esta no meio de ti. Quando em alguma das tuas cidade que o SENHOR, teu DEUS,  te dá, para ali habitares, ouvires dizer que homens malignos saíram do meio de ti e incitam os moradores da sua cidade, dizendo: Vamos e sirvamos a outros deuses, que não conheceste, então, inquirirás, investigarás e, com diligências; e eis que, se for verdade o certo que tal abominação se cometeu no meio de ti, então, certamente ferirás a fio de espada os moradores daquela cidade, destruindo-a completamente e tudo o que nela houver, até os animais.
    Ajuntarás todo o seu despojo no meio de sua praça e a cidade e todo o seu despojo queimarás por oferta ao SENHOR, teu DEUS, e será montão perpétuo de ruínas; nunca mais se edificará. Também nada do que for condenado deverá ficar em tua mão, para que o SENHOR se aparte do ardor de sua ira, e te faça misericórdia, e tenha piedade de ti, e te multiplique, como jurou a teus pais. Porque muitos enganadores tem saído pelo mundo afora, os quais não confessam JESUS CRISTO vindo em carne, assim é o enganador e o anticristo. Acautelai-vos, para não perderdes aquilo que temos realizado com esforço, mas para receberdes completo galardão. Todo aquele que ultrapassa a doutrina de CRISTO e nela não permanece não tem DEUS; o  que permanece na doutrina, esse tem tanto o Pai como o Filho. Se alguém vem ter convosco e não trás esta doutrina, não o recebais em casa, nem lhe deis as boas-vindas. Portanto aquele que lhe dá boas-vindas faz-se cúmplice das suas obras más. Se ouvirdes a voz do SENHOR, teu DEUS, e guardares todos os seus mandamentos que hoje te ordeno, para fazeres o que é reto aos olhos do SENHOR, teu DEUS.
   Se atentamente ouvires a voz do SENHOR, teu DEUS, tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que hoje te ordeno, o SENHOR, teu DEUS, te exaltará sobre todas as nações da terra. Se ouvires a voz do SENHOR, teu DEUS, virão sobre ti e te alcançarão todas estas bençãos. Bendito serás tu na cidade e bendito serás no campo. Bendito o fruto do teu ventre, e o fruto da tua terra, e o fruto dos teus as animais, e as crias das  tuas vacas e das tuas ovelhas. bendito o teu cesto e a tua amassadeira. O SENHOR fará que sejam derrotados na tua presença os inimigos que se levantarem contra ti; por um caminho, sairão contra ti, por sete caminhos, fugirão de ti, fugirão da tua presença. O SENHOR determinará que a benção esteja nos teus celeiros e em tudo o que colocares a mão; e te abençoará na terra que te dá o SENHOR, teu DEUS. O SENHOR te constituirá para si um povo santo, como tem jurado, quando guardares os mandamentos do SENHOR, teu DEUS, e andares nos seus caminhos. E todos os povos da terra verão que és chamado pelo nome do SENHOR e terão medo de ti. O SENHOR te dará abundância de bens no fruto do teu ventre, no fruto dos teus animais e no fruto do teu solo, na terra que o SENHOR, sob juramento a teus pais, prometeu dar-te. O SENHOR te abrirá o seu bom tesouro, o céu, para dar chuva à tua terra no seu tempo e para abençoar toda obra das tuas mãos; emprestarás a muitas gentes, porém tu não tomarás emprestado. O SENHOR te porá por cabeça e não por cauda; e só estarás em cima e não debaixo, se obedeceres aos mandamentos do SENHOR, teu DEUS, que hoje te ordeno, para os guardar e cumprir. Não te desviarás de todas as palavras que hoje te ordeno, nem para direita nem para a esquerda, seguindo outros deuses, para servires.
   Despojando-vos, portanto, de toda maldade e dolo, de hipocrisias e invejas e de toda sorte de maledicências, desejais ardentemente, como crianças recém-nascida, o genuíno leite espiritual, para que, por Ele, vos seja dado conhecimento para salvação, se é que já tendes a experiência de que o SENHOR é bondoso. Chegando-vos para Ele, a pedra que vive, rejeitada, sim, pelos homens, mas para com DEUS eleita e preciosa, também vós mesmos, como pedras que vivem, sois edificados casa  espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais agradáveis a DEUS por intermédio de JESUS CRISTO. 
   Pois isso está na Escritura: Eis que ponho em Sião uma pedra angular, eleita e preciosa; e quem nela crer não será, de modo algum, envergonhado. Para vós outros, portanto, os que credes, e a preciosidade; mas para os descrentes, A pedra que os construtores rejeitaram, essa veio a ser a principal pedra, angular e: Pedra de tropeço e rocha de ofensa. São estes os que tropeçam na palavra, sendo desobedientes, para o que também foram postos. Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva daquele que vos chamou das trevas para sua maravilhosa luz; vós, sim, que, antes, não éreis povo, mas, agora, sois povo de DEUS, que não tínheis alcançado misericórdia, mas, agora, alcançastes misericórdia.
   Amados não estranheis o fogo ardente que surge no meio de vós, destinado a provar-vos, como se alguma coisa extraordinária vos estivesse acontecendo; pelo contrário, alegrai-vos na medida em que sois co-participantes dos sofrimentos de CRISTO, para que também. Na revelação de sua glória, vos alegreis exultando-se, pelo nome de CRISTO, sois injuriados, bem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o ESPÍRITO da GLÓRIA e de DEUS. Não sofra, porém, nenhum de vós como assassino, ou ladrão ou malfeitor, ou como quem se intromete em negócios de outrem; mas, se sofrer como Cristão, não se envergonhe disso; antes. glorifique a DEUS com esse nome. Porque a ocasião de começar o juízo pela casa de DEUS é chegada; ora, se primeiro vem por nós, qual será o fim daqueles que não obedecem ao evangelho de DEUS? E, se é com dificuldade o justo ser salvo, onde vai comparecer o ímpio, sim, o pecador? Por isso, também os que sofrem segundo a vontade de DEUS encomendem a sua alma ao fiel Criador, na prática do bem.

DIÁCONO: LUIZ MARIANO SIQUEIRA
BÍBLIA SAGRADA - LIVROS
Gn  1; 2.1-3 Dt 4.39-40; 5.1-21; 13; 28.1-11
1 Jo 7-11; 1 PE 2.1-10; 4.12-19
SALGUEIRO-PERNAMBUCO 28/08/2017
   
            

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

BRASIL!!!! ONDE TUDO É POSSÍVEL

JESUS CRISTO.



    BRASIL!!!!  ONDE TUDO É POSSÍVEL

   BRASIL entre todas as nações eis tu Brasil a mais bela entre todas as outras, ó pátria amada.
   BRASIL de praias lindas e deslumbrantes e paisagens maravilhosas que DEUS fez com um capricho sem igual e que encanta a todos que veem.
   BRASIL da cidade maravilhosa Rio de Janeiro com o CRISTO redentor cravado no corcovado de braços abertos a abençoar uma cidade tão maravilhosa e linda criada por DEUS com uma perfeição incrível, onde o amor e a paz reina nesta cidade, a violência não existe, cidade de políticos honestos onde o povo goza de muita fartura e muita prosperidade, onde não se dispara uma arma de fogo há muitos e muitos anos, com tantas paisagens lindas, faz com que venhamos a nos encantar com o pão de açúcar, o maracanã nos dias de jogos reina uma paz, onde não há espaço para a violência somente para a paixão brasileira, o futebol. Onde não há drogados e nem moradores de ruas, pois os governantes do Rio de Janeiro são um exemplo de governabilidade.
   BRASIL do chimarrão, da cachaça de alambique, do acarajé com pimenta, do feijão de corda, e do baião de dois e da buchada de bode, do mel de engenho,  do chorrisco, e da feijoada, quando provamos as iguarias e suas delicias jamais esqueceremos e sempre queremos mais.
   BRASIL do futebol arte, um país que encanta as pessoas com um futebol arte e malandro como se fosse criado aqui, craques que se tornaram lendas, adorados e idolatrados por seus torcedores, com o encanto dos campinhos de peladas nas várzeas, futebol de salão encantam com suas jogadas maravilhosas, com seus dribles maravilhosos, encantam os olhos de quem contemplam os deuses da bola que desfilam em campos de grama e terra para trazer a alegria de um povo que contemplam os deuses, e que em nenhum país há tanta honestidade no futebol como o futebol brasileiro, não há desonestidade no futebol, e os resultados são confiáveis e não há desonestidade dentro do futebol brasileiro. Onde todas as equipes tem o privilégios de serem campeãs brasileiras sem restrições, onde todos tem o direito de ser campeão, não há jeitinho brasileiro ou o eixo Rio, São Paulo, no BRASIL todos são iguais e disputam igualmente sem restrições e com direitos iguais.
   BRASIL da cidade da garoa São Paulo onde a honestidade é impecável, políticos honestos, onde não há moradores de ruas, onde não existe crianças abandonadas, as drogas são praticamente inexistentes neste estado, o preconceito com pobres negros e nordestinos e homossexuais e estrangeiros não existem são todos tratados igualmente sem preconceitos. Onde a maior cidade da America Latina é um exemplo para todas as outras, onde o índice de violência é praticamente zero, assaltos é quase inexistente, os cidadãos são tratados com maior respeito, uma divisão de renda perfeita, onde todos tem moradia e trabalho, não há favelas e nem desocupados, cidade da garoa onde é a perfeição e exemplo para todas as grandes metrópoles.
   BRASIL onde as terras são produtivas e todos os sem terras não existe mais, pois todos receberam terras, a reforma agrária fez justiça neste país, onde não se matam para roubar terra, onde os índios são tratados com o devido respeito, tem terra e suas reservas os homens brancos não invadem e o velhos neste país são tratados com devido respeito isto é BRASIL.
   BRASIL de Brasilia onde os governantes deste país trabalham para promover o bem estar da população, onde os impostos são administrados com uma honestidade incrível, onde os impostos passam pelas mãos dos governantes, deputados, senadores e a presidência e estes administram o dinheiro público com uma honestidade e prestam contas a população de cada centavo que gastam, provém para o povo salários para a população excelentes, onde os salários dos políticos são menores do que dos trabalhadores, administram verbas com uma honestidade para a saúde, segurança, educação, transporte, onde políticos desonestos são presos e condenados a devolverem cada centavo que roubou, e o índice de corrupção é praticamente zero, os políticos trabalham por amor e são exemplos para o mundo todo, de honestidade e de organização, não existe um congresso nacional mais organizado do que o do Brasil, o Senado é uma perfeição incrível, um supremo tribunal perfeito, não há administração tão perfeita como a dos políticos de Brasilia. a perfeição não há igual.
   BRASIL de políticos honestos e que lutam em prol da população não existe obras superfaturadas, propinas aqui eles repudiam, onde eles lutam por uma divisão de rendas para a população com afinco, onde desvio de verbas e compras de votos não existem,  em nenhum país há um exemplo tão notável como dos políticos brasileiros, o respeito deles pela população é incrível, hoje o Brasil é conhecido mundialmente como um país de exemplo e honestidade dos nossos políticos, o país atravessa um momento que nunca tivemos o direito de viver, a prosperidade do país é incrível, um índice de desemprego no país é quase zero, hoje estamos vivendo no paraíso, muita fartura de alimentos, onde a população vive uma vida abastada de tudo que precisa, a saúde está de vento e polpa, os hospitais sobram leitos e os médicos estão parados esperando os pacientes, a segurança no país, está de vento e polpa, os policiais quase não tem trabalho, não há bandidos para prender, a justiça deste país é a mais perfeita do mundo.
   Os meios de transportes deste país está de vento e polpa, pagamos poucos impostos, as produções do país é transportados em estradas de primeiro mundo, não há sequer um buraco, assaltos nas rodovias não existe, a educação deste país é a mais perfeita, professores com salários excelentes, são valorizados e até são ovacionados por serem a base do país, alunos que tem um ensinamento de primeiro mundo, as escolas públicas são exemplo para o mundo. BRASIL, BRASIL eis tu amado e grande é este país, pois somos a maior potência do mundo. BRASIL, BRASIL, DESPERTA GIGANTE, UMA UTOPIA QUE PODE SE TORNA REALIDADE.
           
DIÁCONO LUIS MARIANO SIQUEIRA
SALGUEIRO-PERNAMBUCO 04/08/2017

sexta-feira, 19 de maio de 2017

DONS DE APOIO - PARTE 2

JESUS CRISTO.


     DONS DE APOIO - PARTE 2


   "Ou o que exorta faça-o com dedicação; o que contribui com liberalidade; o que preside, com diligência; quem exerce misericórdia, com alegria. Romanos 12.8"
   "Todo homem seja sujeito às autoridades; porque não há autoridade que não proceda de DEUS; e as autoridades que existem foram por ele instruídas. Romanos 13.1"
   "A uns estabeleceu DEUS na igreja, primeiramente, apóstolos; em segundo lugar, profetas; em terceiro lugar, mestres; depois, operadores de milagres, depois dons de curar, socorros, governos, variedade de línguas. 1 Coríntios 12.28" 

          INTRODUÇÃO

   Será que a demonstração de misericórdia ou a atenção cuidadosa com os visitantes na igreja tem a ver com o exercício dos dons espirituais? Se liderança é um dom, por que há tantos líderes natos que não são cristãos? O que qualifica e descreve a liderança como um dom espiritual? procuraremos responder perguntas como estas nessa lição, ao estudarmos sobre os dons de MISERICÓRDIA, HOSPITALIDADE e LIDERANÇA. Como entender a operação desses dons, sabendo que os mesmos também indicam virtudes esperadas na vida dos cristãos? Qual a diferença entre a prática das virtudes equivalentes e o desenvolvimento de tais dons? estas são outras questões levantadas, para as quais daremos as respostas baseadas na Bíblia Sagrada.

   1 - DOM DE MISERICÓRDIA

   O primeiro dom que vamos estudar nessa lição é o DOM DE MISERICÓRDIA. Ele é o último dom citado por Paulo em sua lista aos romanos (Romanos 12.8), e vem acompanhado de uma exortação, que ele faz aos coríntios, de que a misericórdia deve ser exercida com alegria. Ora, esta exortação é dirigida aos cristãos de Roma porque o exercício da misericórdia corresponde à dor e ao sofrimento do próximo, que abatido pelas circunstâncias difíceis, precisa de encorajamento. Por isso, DEUS dotou algumas pessoas de maior sensibilidade e sabedoria para agir nesses momentos.

   A - USO BÍBLICO DA PALAVRA MISERICÓRDIA
   A palavra original para a nossa tradução de misericórdia, em Romanos 12.8, aparece 78 vezes no Novo Testamento, sendo escritas nas cartas de Paulo 26. Primeiramente. a Igreja foi alvo da eterna misericórdia de DEUS, motivo pelo que ela teve seus pecados perdoados e veio a se tornar seu povo peculiar (Ver Romanos 9.23: 15.9; Tito 3.5, etc.). Essa mesma Igreja, segundo a misericórdia que recebeu, deve exercê-la alegremente para consolar e aliviar o sofrimento dos irmãos em seus dias difíceis, e também os incrédulos que não conhecem o AMOR divino. Portanto, Paulo exorta a Igreja a transmitir a mesma misericórdia recebida. Paulo e os demais autores das cartas usam a palavra misericórdia como uma expressão terapêutica de DEUS na Igreja, uma expressão ratificadora do verdadeiro discipulado. (Veja 2 Timóteo 1.16; Tiago 2.13; Jd 2).

   B - A MISERICÓRDIA COMO UM DOM ESPIRITUAL
   O cristão que possui o dom espiritual de misericórdia é capacitado por DEUS para suprir as necessidades do próximo em seus sofrimentos. Esse dom é de operação "VIP", porque vincula o MISERICORDIOSO, diretamente, à realidade particular daquele que sofre. O crente dotado de AMOR participa e sofre juntamente com o irmão.

   C - RECONHECENDO O DOM DE MISERICÓRDIA
   Os cristãos que possuem o dom de misericórdia se identificam naturalmente com as pessoas que estão aflitas, sofrendo com os seus problemas. Motivados por este quadro tendem a demostrar compaixão por meio de atitudes concretas de AMOR, mas do que o normal. O seu desejo é o de que as mágoas das pessoas sejam curadas ao seu pleno bem-estar.
   todos são chamados a exercer misericórdia (Romanos 12.15; Hebreus 13.1-3), contudo aqueles irmãos que possuem tal dom se destacam na sua sensibilidade e habilidade, acima do comum, de consolar os abatidos, o que não eliminar a responsabilidade geral desta prática: "Bem-aventurados {são} os misericordiosos, porque alcançaram misericórdia. Mateus 5.7".

 
 2 - DOM DE HOSPITALIDADE 

  O segundo dom espiritual de apoio que vamos estudar é O DOM DE HOSPITALIDADE, um dos poucos que não aparecem nas listas básicas de dons espirituais, mas se encontra descrito nas páginas da Bíblia. A naturalidade que alguns irmãos beneficiam outros pela prática da hospitalidade confirma-o como sendo um dom. Ele também está essencial e profundamente  relacionado às realidades individuais e não tanto às coletivas, à semelhança do dom de misericórdia. O exercício pleno desse dom, como se pode perceber, depende muito da cooperação e da boas vontade dos demais membros do lar.
   numa família, um visitante não pode ser bem recebido a não ser que haja o consentimento pleno de todos os membros da casa. Há que se estudar muito bem cada caso. Pessoas que necessitam de hospedagem, por outro lado, não expirarão confiança por causa de alguma atitude incoerente ou por causa de um histórico de vida duvidoso. isso não deixará um pai de família tranquilo para receber o estranho em sua casa. A piedade deve vir de prudência. A Bíblia nos orienta e nos afastarmos de algumas pessoas (Leia Salmo 1.1; Provérbios 1.10-19; 13.20).
   Mas, havendo plena segurança, não podemos deixar passar oportunidade de fazer o bem ao próximo. A alma generosa será recompensada por DEUS (Leia Provérbios 11.24-25). O escritor de Hebreus declara: "Não negligencieis a hospitalidade, pois alguns, praticando-a, sem o saber acolheram anjos. Hb 13.2".
  
   A - USO BÍBLICO DA PALAVRA HOSPITALIDADE
   A ideia bíblica que está por trás da prática da hospitalidade é de uma calorosa e amorosa acolhida. DEUS mesmo fez isso conosco, recebendo rebeldes como nós como seus filhos (Romanos 5.8), conforme a parábola da grande ceia (Lucas 14.15-24). O SENHOR JESUS lamenta profundamente ao ser rejeitado pelos habitantes de Jerusalém (Lucas 13.34), ou mesmo quando ele acolhia pecadores marginalizados, transformando ambientes repletos de publicanos em lugar de Salvação e demonstração da misericórdia divina (Ver Mateus 9.10-13: Lucas 19.1-10).
   Biblicamente, a hospitalidade expressa o aconchego fraternal, a atenção, o carinho e a sensação de "LAR, DOCE LAR" que os cristão encontram no seio da igreja. O mesmo AMOR se estende aos perdidos quando chegam a uma igreja. Ali é o lugar onde eles devem experimentar a sensação mais surpreendente de hospitalidade como não encontrarão mais em lugar algum.
   Uma Igreja cristã saudável haverá de zelar não apenas pela sã doutrina, mas também pela legítima expressão de AMOR para com o próximo, que é a recepção afetuosa e sincera (Romanos 12.13; Hebreus 13.1-2). Acolher alguém não pode ser tido como um fardo, mas como um privilégio, uma oportunidade de cumprir a vontade de DEUS (1 Pedro 4.9).
   A prática hospitaleira é tão importante que é uma das características que se espera de um presbítero da igreja (1 Timóteo 3.2; Tito 1.8), visto que o mesmo exerce um papel de liderança paterna e pastoral à semelhança de CRISTO, conforme Paulo: "Portanto, acolhei-vos uns aos outros, como também CRISTO nos acolheu para a glória de DEUS. Romanos 15.7".

   B - A HOSPITALIDADE COMO UM DOM ESPIRITUAL
   Diferenciando-se da prática comum e mediana, o cristão que possui o dom espiritual da hospitalidade é motivada e capacitado por DEUS para suprir a necessidade que o outro tem de ser recebido. Não se trata tão-somente de hospedar pessoas em casa, mas, sobretudo, de proporcionar as pessoas o sentimento de ser amada, procurando, por todos os meios possíveis, que o hóspede sinta o carinho e o afeto típicos de um bom e santo relacionamento familiar cristão.

  C - RECONHECENDO O DOM DE HOSPITALIDADE
   Os cristãos que possuem o dom espiritual de hospitalidade tentem a abrir o seu lar de bom grado, sentindo-se privilegiados por acolher pessoas em sua casa e, caso não possam fazer isso, procuram meios para tal. A pessoa verdadeiramente acolhedora se preocupa mais com o bem-estar do seu hóspede do que com o seu próprio. 
   Todavia, essa acolhida há de ser natural, pois o desejo de recepcionar deve ser natural, pois o desejo de recepcionar deve ser mais forte do que o de impressionar, que leva a pessoa a não se preocupar tanto com luxos frívolos. O cristão HOSPEDEIRO se preocupa bastante com o visitante da igreja, apenas quer recebê-lo bem.
   Do mesmo modo ele se angustia procurando todos os meios para acolher aqueles irmãos distantes de sua família ou ainda com os que se sentem desamparados. O acolhedor oferece sua casa como um ponto de apoio. Por receber tão familiarmente outras pessoas, o crente pode ser acusado de desleixado, informal ou até mesmo "OFERECIDO", pois frequentemente, acaba se tornando o hospedeiro "OFICIAL" da igreja, acolhendo em sua casa, pregadores, missionários e obreiros em geral! No entanto, atitudes e julgamentos assim não podem ocorrer numa igreja que se preocupa com o bem-estar dos irmãos.

 
 3 - DOM DE LIDERANÇA

   O terceiro dom é o DOM DE LIDERANÇA. Este dom aparece descrito na lista de Romanos 12.8 e segue acompanhada da exortação daquele que preside (lidera), que deve presidir com dedicação, pois certamente se trata de uma prática que, embora necessária, não é fácil de desempenhar a quem executa não pode estar desatento.
    A ideia associada à palavra presidência ou liderança remete a quem se levanta sobre outras pessoas para orientá-las naquilo que não enxergam por si próprias. Trata-se de um guia, um líder que haverá de apontar o caminho por onde os seus liderados passarão. São pessoas que veem melhor que as demais, que desviam seus liderados dos "BURACOS" do caminho.
   Conquanto as figuras de chefes e autoridade estejam naturalmente associadas ao líder, esta liderança indicada e capacitada pelo dom espiritual esta relacionada não a uma imposição ou jugo, mas a um serviço, um auxilio que aponta o caminho a seguir e o lugar para onde ir. É uma função de servo na condução dos demais que, naturalmente, o reconhecerão como líder. Não se trata, portanto, de um cargo ou função eletiva ou espiritual, mas de uma disposição interna de serviço e de capacitação de  vislumbrar o que outros não conseguem.

   A - USO BÍBLICO DA PALAVRA LIDERANÇA
   A ideia bíblica de liderança começa com o próprio DEUS como líder maior do seu povo (Salmo 32.8) e o seu FILHO JESUS CRISTO como Pastor e Líder a quem suas ovelhas seguem ao reconhecerem a voz de comando (João 10.27). Também o ESPÍRITO SANTO é apresentado como quem guia a igreja em toda a verdade (João 16.13). Ora todas essas indicações do próprio DEUS, como Líder do seu povo, apenas reforçam a ideia de que o apóstolo Paulo trata sobre liderança no texto citado.
   Ele se refere àqueles a quem o governo da Igreja é confiado, apontando para os antigos anciões do Antigo Testamento que exerciam disciplina sobre o povo, endireitando-lhe o caminho ruma à vontade divina. São necessárias a prudência e a diligência nesse exercício, por que é a rota da caminhada da igreja que está em questão.
   Quando falta orientação e firme condução, a igreja fica a mercê dos perigos e tentações externos. Os líderes (PASTORES) são aqueles que: "Trabalham entre vós e os que vos presidem no SENHOR e vos admoestam. 1 tessalonicenses 5.12". A igreja deve tê-los em alta consideração: "Lembrai-vos dos vossos guias, os quais vos pregaram a palavra de DEUS; e considerando atentamente o fim de sua vida, imitai a FÉ que tiveram. Hebreus 13.7".
   A igreja sempre estará passiva aos desvios e apostasias (Veja 1 Timóteo 1.3-7; 2 Timóteo 2.16-19), mas sob uma liderança fiel ela fica segura (Veja 1 Timóteo 4.6,11,13; 6.17; 2 Timóteo 2.14; Tito 1.5; 2.1-10; 3.1, 9-11; 1 pedro 5.2-3). O líder cristão é o servo que leva a maior carga.

   B - A LIDERANÇA COMO UM DOM ESPIRITUAL
   O cristão que possui o dom espiritual de LIDERANÇA comumente tem muito claro em sua mente e coração a rota bíblica pela qual ele deve conduzir o grupo a alcançar a glória de DEUS. Ele tem a capacidade de comunicar seus propósitos às pessoas e conduzi-las segundo os princípios bíblicos, motivando e mobilizando os irmãos voluntária e harmoniosamente em prol do Reino de DEUS, dando o melhor de si.
   Em virtude dessa forte característica de liderança produzida pelo ESPÍRITO SANTO, o cristão é tentado a cooperar somente quando está liderando e, muitas vezes, nem chega a perceber a necessidade que tem de auxiliares práticos, pessoas a seu lado, para ajudá-lo. Assim como pode decepcionar quem lhe confia a tarefa de organização e administração, o que normalmente não sabe fazer bem.

   C - RECONHECENDO O DOM DE LIDERANÇA
   O cristão possuidor deste dom espiritual de apoio é fortemente motivado a assumir a liderança de um grupo carente de direção. Ele atua como um imã atraindo outros que, espontaneamente, o aceitam como um líder. Ele se responsabiliza por outras pessoas, preocupado em ajudá-las a descobrir seus dons, orientando-as em como elas podem ser úteis.
   O dom de liderança capacita o crente a perceber mais facilmente todos os aspectos de uma situação e a propor alvos para alcançar o objetivo final. Com ideais sólidos, não buscam a glória pessoal, mas contagia todos com a "CAUSA CELESTIAL". Almeja e busca harmonia do grupo e admite tranquilamente a impossibilidade de trabalhar sozinho, delegando tarefas, ele conduz a todos em suas devidas funções.
   O  líder é capacitado por DEUS para enxergar com maior clareza desafios, alvos e objetivos a serem seguidos pela igreja e é dotado para perceber como conduzi-la nessa caminhada dentro dos parâmetros bíblicos.

          CONCLUSÃO

   Todos estes dons, misericórdia, hospitalidade e liderança, se desenvolvem com fortes aspectos pessoais, ainda que esse último trabalhe primordialmente com a coletividade. Eles servem de apoio para a ministração da Palavra ao proporcionar às pessoas a compaixão e o afeto divinos através das pessoas que exercem tais dons. Servem de apoio à ministração da Palavra (OS PRIMEIROS) e, ao oferecer condições de coordenação geral do povo de DEUS, mobiliza-os harmoniosamente a perseguirem os alvos pré-estabelecidos. O líder não pode se esquecer que é conservo dos seus liderados e trabalha igualmente para catalizar e executar todas as virtudes dos demais irmãos.

          APLICAÇÃO

   Verifique se você tem as características descritas nos dons MISERICÓRDIA, HOSPITALIDADE OU LIDERANÇA. Teste a sua capacidade de desenvolver trabalhos nos quais as habilidades equivalentes sejam necessárias e analise o resultado da sua atuação. Pergunte às pessoas próximas a você que lhe responderão com honestidade se você tem o perfil desses dons. Contudo, independente de possuir tais dons ou não, procure ser sempre misericordioso atencioso e acolhedor com o próximo e, à medida da necessidade e das suas responsabilidades (PAIS, PROFESSOR, OFICIAL, ETC.), exerça a liderança serviçal no dia-a-dia.

DIÁCONO: LUIZ MARIANO SIQUEIRA
REVISTA NOSSA FÉ
AS CARTAS E OS DONS
LIÇÃO Nº 4 - DONS DE APOIO - 2
SALGUEIRO-PERNAMBUCO 19/05/2017